Trabalho Mental: O Que É E Para Que Serve?

Licenciei-me em Coimbra, nos anos 90. Na altura, a licenciatura em Serviço Social era de 5 anos. Aprendi muita coisa? Aprendi, mas longe de aprender o que sei hoje… ….

A dada altura, uma conhecida minha resolveu ir ao Psicólogo. No final da terapia, o técnico disse-lhe que ela estava bem porque: tinha a música, a leitura e mais qualquer coisa que eu, agora, não me recordo – tudo exterior a ela.

Será? Será que está, realmente, bem? Procurar o bem estar no exterior, fora de si, é estar bem? O que sei, é que senti necessidade de me afastar desta pessoa, mesmo depois de ter ido ao Psicólogo, porque era a Miss crítica em Pessoa!!!

Quem mais julga e crítica mais se sente mal consigo próprio 🙂

Sim, há coisas exteriores que nos auxiliam a obter bem estar e abrir a consciência mas, só auxiliam, verdadeiramente, se alimentarem o amor e a alegria que temos dentro de nós. É dentro de nós que temos que encontrar a alegria e o amor, nunca fora de nós. Na verdade, só encontramos verdadeira alegria e amor no exterior quando temos estes dois sentimentos cada vez mais enraizados dentro de nós 🙂

E como podemos encontrar o amor e a alegria dentro de nós?

Vejo muita gente a vender ilusões aos outros o que me faz pensar que agem pelo ego e pelo marketing e não porque tenham em si o conhecimento de como caminhar no caminho da luz. Isto, porque, quem trabalha em si próprio sabe que descobrir crenças e limitações enraizadas em nós é um processo que leva tempo, não numa semana ou num mês, como muitos vendedores fazem crer… criando, ainda mais, frustração no outro, a médio e longo prazo.

Quantas vezes pensamos que já eliminámos todas as camadas tóxicas e, quando menos esperamos, descobrimos outra? … é um processo que pode ocorrer até ao último sopro das nossas vidas, sendo que, avanços e recuos, fazem parte do processo.

Se levamos 20 anos a acreditar numa crença castradora ou numa limitação concerteza que não é em 30 dias que a fazemos desaparecer 🙂

Fala-se que o cérebro demora cerca de 21 dias a 30 dias a mudar um hábito, na verdade, isto é apenas um começo para a mudança do habito enraizado em nós.

A vida vai-nos trazendo acontecimentos e pessoas para nos testar. É com estes testes que temos a oportunidade de verificar se a nossa reação ao mesmo acontecimento foi a mesma de sempre, se já conseguimos evoluir alguma coisa e que aprendizagens temos que fazer para nos libertarmos, totalmente, dos padrões que nos fazem atrair situações e pessoas que nos colocam numa frequência baixa.

Crenças e limitações são pensamentos que nos criam sentimentos.

Se queremos ter bons sentimentos temos que ter bons pensamentos.

Aqui está o que podemos mudar 🙂 e, o que podemos mudar dentro de nós?

Já descobriste? 🙂

Sim, isso mesmo 🙂 podemos mudar os pensamentos.

A dada altura, li: os pensamentos são neutros. Neutros? Como assim?

São neutros porque nós somos os únicos pensadores dentro de nós mesmos. Nós é que temos o poder de dar mais ou menos importância aos pensamentos que temos.

Não são os pensamentos que nos comandam. Nós é que temos a força herculeana dentro de nós para comandarmos a mente e controlarmos os pensamentos que temos.

Esta é a informação que temos que saber para despertarmos a vontade de fazer o trabalho mental.

Trabalho? Sim 🙂 A mudança requer foco, motivação, treino e resiliência 🙂

Muitas vezes, decidimos que vamos mudar mas, se não mudamos os pensamentos que criam aquilo que queremos mudar, a mudança, simplesmente, não acontece. É preciso descobri e compreender que padrões de pensamento criam as condições que não desejamos.

Até o facto de não nos acharmos suficientemente bons é apenas um pensamento 🙂 basta, apenas, mudar o pensamento para: nós merecemos o melhor 🙂 , repeti-lo dezenas de vezes ao dia, durante semanas seguidas, até que o pensamento: somos merecedores do melhor, se torne num sentimento cheio de energia positiva, na frequência da alegria e do amor.

O que os outros dizem a nosso respeito são as vozes dos outros, é exterior, não é a tua voz, que está dentro de ti.

“A única coisa com que lidamos continuamente é o pensamento e o pensamento pode ser alterado”

Se não falam com gentiliza contigo fala tu com gentileza contigo 🙂

Se te metem medo, escolhe tu trocar o medo pelo amor 🙂

Se não acreditam em ti, escolhe tu acreditar em ti 🙂

Assim, vamos criando paz, harmonia e equilíbrio nas nossas consciências e nas nossas vidas.

“Os pensamentos não têm mais poder do que aqueles que lhes concedemos. Os pensamentos são meras ideias – ou seja, possibilidades da consciência – que apenas adquirem poder e dimensão se nos identificarmos com eles. És o único pensador na tua mente e tens o poder de decidir se os teus pensamentos são verdadeiros ou não.”

1 comentário em “Trabalho Mental: O Que É E Para Que Serve?”

  1. Dá trabalho,mas temos que ser persistentes, com o caminho a percorrer, a grande mudança está em nós, se não quisermos mudar ninguém o pode fazer.

    Responder

Deixe um comentário