Os Motivos Do Silêncio São Vários

🙂 Os motivos do silêncio são vários e muitos diferentes uns dos outros 🙂

Hirohito, o 124.º Imperador do Japão, considerava que o cargo que desempenhava era Divino e, por isso, todos lhe prestavam vassalagem.

Promotor da segunda guerra sino – Japonesa (1937 a 1945) preparou o “seu povo” através da castração da expressão individual de cada um, do medo, chegando ao ponto de, nas escolas infantis, exigir a preparação de “jogos didáticos” em que as crianças, segurando objetos que simulavam armas, invadiam a casa de famílias chinesas – caixa de cartão/madeira que simulava uma casa – fazendo-as crer que tudo o que estava relacionado com a China era mau.

Este é o silêncio da opressão, da formatação, do medo.

Um sobrevivente da Bomba Atómica de Hiroshima: “Hoje, vou começar a viver” 🙂

Para muitos de nós, parece que os escombros, o nada e o vazio representam o fim.

“Quando tudo parece estar a cair é apenas a vida a transformar-se”

“Se ainda continuas a respirar é porque algo de bom ainda tens para viver” 🙂

Libertarmo-nos do que nos aprisiona é o caminho para a nossa “realização individual, para a harmonia” – um sobrevivente da Bomba de Hiroshima.

Neste processo de construção do Eu, o silêncio é imprescindível para nos conectarmos com os nossos sentimentos, saber o que e quem temos de aproximar ou afastar, que passo dar, qual o rumo a tomar.

“Há um dia em que temos que aprender a amar-nos”

Uma sobrevivente da Bomba de Hiroshima: “Ninguém pode prever o futuro mas, cabe a todos, assegurar que a Beleza de hoje continue amanhã” 🙂

É um trabalho individual, de cada um, meu também, até ao último sopro das nossas vidas.

É um trabalho individual que vai beneficiar o Todo com amor e alegria, beleza e harmonia 🙂

É um processo de avanços e recuos pois as nossas sombras assediam-nos (tensão, medo, raiva, culpa, tristeza, velhas crenças e limitações) até que as consigamos transformá-las em luz.

É responsabilidade nossa, é escolha nossa permanecer na sombra ou seguir o caminho da luz 🙂

Os motivos do silêncio são vários e muito diferentes uns dos outros:

  • desprezo;
  • dificuldade em exprimir sentimentos;
  • estar em dúvida: se fazer ou não fazer, avançar ou não avançar, falar ou não falar;
  • ter o cuidado de não ser invasivo;
  • imprescindível para se usar a palavra com autenticidade;
  • usado de forma inteligente e com equilíbrio tem valor psicológico e social. É fulcral no domínio das relações humanas pois é bastante capacitado para a dissuasão de conflitos 🙂
  • … … …

Há, também, o silêncio que equivale ao tempo de gestação, ao tempo de Deus, à hora certa. O silêncio que medeia entre a pergunta e a resposta. Da transformação da lagarta em borboleta. Da transformação da semente em flor.

Qual é o motivo do teu silêncio e/ou silêncios?

Qual será o motivo do silêncio e/ou silêncios do outro?

O motivo do nosso silêncio nós sabemos ou podemos descobrir.

O motivo do silêncio do outro é melhor desistir de especular. A nossa imaginação é muito fértil 🙂 e a nossa mente é muito dada a pensamentos destrutivos.

O melhor é perguntar 🙂 Se o outro quiser responder ótimo, senão quiser, o melhor é respeitar 🙂

Escuta 🙂 Mas se algo está relacionado com a concretização de um sonho é preciso apreciar se o silêncio é válido ou não 🙂 Muitas vezes, perde-se por não se falar 🙂

Deixe um comentário