O Segredo Da Gratidão

“A dádiva da felicidade chega com a gratidão” – Osho

O que tens que deixar para trás?

A tendência em te focares naquilo que não tens.

O que tens que deixar para trás?

A queixa.

Porquê?

A queixa gera descontentamento, doença, dor e mágoa.

Gera tudo o que é bom para atraíres, para a tua vida, mais situações de que te possas queixar.

Desapega da queixa e das pessoas que se estão sempre a queixar. Queixas atraiem queixas.

 

Apega-te ao reconhecimento, à gratidão.

“A gratidão abre o caminho para que o Bem entre em nós e cresça sempre mais.” – Louise L.Hay

A gratidão abarca o amor, a fidelidade, a amizade.

Quando te sentes grato, libertas-te da queixa e do sentimento da falta.

No início, parece ser muito difícil agradecer.

É natural, o teu foco tem sido sempre a falta e não a gratidão.

Tu tens o poder dentro de ti para mudar este padrão antigo.

Tens o poder de mudar os pensamentos.

Pratica: substitui a queixa pela gratidão, até que se torne um hábito.

Coloca a semente da gratidão no teu pensamento para que possa, florescer, abundantemente, no teu coração.

O que precisas de saber para semear, dentro de ti, a gratidão?

  • Gratidão não é submissão. Se te sentes na obrigação de retribuir um presente, não te estás a amar. Sente-te merecedor de receber. Recebe, sorri e agradece,
  • Agradece mesmo que algo que estava planeado não tenha acontecido; mesmo que sintas que tenhas cometido um erro. Sente gratidão porque estás a receber novas aprendizagens, úteis ao teu crescimento pessoal,
  • Agradece pequenas coisas: a chuva que rega as plantas e faz jorrar água nas torneiras, o ar que respiras, a tua cama, aos teus pés que te possibilitam andar,
  • Cria uma lista das tuas conquistas,
  • Foca-te no lado positivo de ti, dos outros, das situações.

Sentir gratidão é uma escolha. Podes escolher queixar-te por algo que não tenha acontecido ou por algo que tenha corrido mal, ou, podes escolher dar a volta por cima e agradecer a nova aprendizagem.

 

Coloca gosto, partilha.

O que é que já aconteceu contigo, que tenha sido, aparentemente, negativo?  O que fizeste para dar a volta por cima?

Deixe um comentário