É Tempo De Escutares o Teu Coração

Nasci nos anos 70, ainda antes do 25 de Abril. A minha infância e juventude, antes de rumar a Coimbra, foi passada em Portalegre (nos anos 70/80), capital de distrito, cidade de interior, numa altura em que a circulação de informação não existia como hoje, havendo, assim, uma consciência mais limitada e formatada.

Assim, longe de saber o que era a meditação, por algum motivo que não conheço verdadeiramente, desde criança que me gostava de afastar das pessoas e deitar-me em cima da minha cama, em silêncio, de barriga para cima, com as mãos no peito – a minha irmã dizia que eu parecia uma morta 🙂 Sempre senti uma necessidade natural de me afastar dos outros, das vozes dos outros, da confusão, do conflito, do piloto – automático. Quando nos permitimos estar em silêncio, observamos com mais atenção o mundo que nos rodeia.

Desde pequenina que sei o que quero – Paz Interior. Costumo dizer que manter a paz dentro de um mosteiro é muito fácil, o grande desafio é aqui fora 🙂

O processo para o encontro com a paz solicita o nosso íntimo contacto com os sentimentos: perceber o que nos faz sentir bem, perceber o que nos faz sentir mal, perceber quem nos faz sorrir 🙂 , perceber quem nos ajuda a manter o equilíbrio, perceber quem nos desequilibra, perceber quem nos faz sentir mal … chama-se a isso aceitação, não a aceitação do comodismo, do tenho que aguentar isto mas sim, a aceitação, a humildade e a coragem de perceber e sentir o que temos que afastar e o que temos que aproximar, quem temos que afastar e quem temos que aproximar.

Somos apegados àquilo a que estamos habituados, àquilo que nos disseram que está certo – não há certo, nem errado, desde que não magoes ninguém, há, sim, várias opiniões sobre o mesmo assunto e várias maneiras de ver a vida – temos medo de sair da nossa zona de conforto que, muitas vezes, está longe de ser confortável, é dolorosa, penosa, faz-nos sobreviver em vez de viver.

Aturamos ligações emocionais destrutivas, somos agarrados a títulos e a cargos e a taaaantas outras coisas, longe de nos trazerem felicidade.

A vida pede que evoluas, que cresças no amor por ti próprio, na aceitação, na compaixão, na alegria, no amor incondicional.

É tempo de escutares o teu coração, é tempo da mudança, que há tanto tempo tentas resistir…

A vida levou-te, neste momento, a saíres do piloto – automático. Aproveita para te observares, para te conheceres melhor, observares e conheceres melhor quem está à tua volta.

Pergunta-te e Pergunta:

O que queres ser?

O que queres ter?

O que queres fazer?

É tempo de escutares o teu coração 🙂 Sem críticas 🙂

Porque quanto mais pessoas se sentirem bem consigo próprias, menos doença existe no mundo

Como estamos em tempo de consciência coletiva de cura, convido-te a escrever 25 vezes a seguinte afirmação positiva:

“Aceito a cura e uma boa saúde aqui e agora. A saúde é um direito Divino meu. Estou aberto e recetivo a todas as energias de cura que existem no universo. Sei que cada célula do meu corpo é inteligente e tem a capacidade de se curar a si mesma. O meu corpo está sempre em busca da saúde perfeita. Agora liberto-me de todos os possíveis impedimentos à minha cura perfeita. Aprendo noções de nutrição e alimento o meu corpo apenas com alimentos saudáveis. Observo o meu pensamento e produzo apenas pensamentos saudáveis. Amo o meu corpo. Envio amor para cada orgão, cada osso, cada músculo e cada parte do meu corpo. Inundo as células do meu corpo com amor. Estou grato ao meu corpo pela saúde que tive no passado. Aceito a cura e a saúde aqui e agora.” – Obrigada Louise L. Hay – grande senhora 🙂

12 comentários em “É Tempo De Escutares o Teu Coração”

  1. Como te compreendo… Sempre senti necessidade de “treinar” o desapego… O desapego não do que me faz bem e/ou daqueles que amo e me amam, mas sim reconhecer que nem tudo e todos os que me rodeiam me trazem paz. Aquela paz que me faz tanta falta como o ar que respiro… Paz interior. É num dos meus momentos de meditação ou reflexão que me “encontro” e filtro o que me desequilibra. Escolho POr DE parte, guardar num local profundo, onde sei que está mas só lido quando absolutamente necessário.
    Muita paz e luz para ti

    Responder
  2. Este é um tempo de muita reflexão, o universo é tão grande, mas não o sabemos desfrutar, talvez seja agora o caminho, a natureza está agradecer tenho observado as fotos que aparecem é extraordinário.

    Responder
  3. I have been browsing on-line greater than three hours
    lately, but I never found any attention-grabbing
    article like yours. It’s beautiful value enough for me. Personally, if all site owners
    and bloggers made good content as you did, the net can be
    a lot more helpful than ever before.

    P.S. If you have a minute, would love your feedback on my new website re-design. You can find it by searching
    for “royal cbd” – no sweat if you can’t.

    Keep up the good work!

    Responder
  4. Howdy! This article could not be written much better!
    Going through this post reminds me of my previous roommate!
    He constantly kept talking about this. I’ll send this information to him.
    Fairly certain he’ll have a great read. Many thanks for sharing!

    Responder
  5. Appreciating the persistence you put into your website and detailed information you provide.

    It’s awesome to come across a blog every once in a while that isn’t the same
    out of date rehashed material. Excellent read! I’ve saved your site and
    I’m including your RSS feeds to my Google account.

    Responder
  6. Thank you for the good writeup. It in fact was a amusement
    account it. Look advanced to more added agreeable from you!
    By the way, how could we communicate?

    Responder
  7. Everything is very open with a very clear clarification of the challenges.

    It was truly informative. Your site is extremely helpful.
    Thank you for sharing!

    Responder

Deixe um comentário