Confiança E Fé = Chaves Do Sucesso

🙂 Como adquirimos confiança em nós próprios? 🙂 e 🙂 Como a transmitimos aos outros? 🙂

“Para mim, o amor é uma apreciação profunda de quem somos. Aceitarmos os mais diversos aspetos de nós próprios, as nossas pequenas peculiaridades, os embaraços, as coisas que não fazemos tão bem e, do mesmo modo, as nossas maravilhosas qualidades. Aceitarmos com amor, incondicionalmente, o pacote completo.”

“Estou convencida que a critica nos tolhe o espírito. Apenas reforça a crença de que não somos suficientemente bons”

A maior parte de nós critica-se com severidade: se algo não correu bem, se algo não aconteceu como o previsto. Mais facilmente descreve os seus defeitos do que as suas qualidades. Muitas vezes, na verdade, nem possuímos esses defeitos que acreditamos ter; são-nos incutidos pela crítica destrutiva de pessoas que nos rodeiam: em crianças, em adolescentes, em adultos.

Ficamos aprisionados à incompreensão de pessoas queridas e de pessoas não queridas que nos censuram devido à limitação das suas consciências. Pessoas que zombam de nós, criando-nos embaraços e desilusões. Agressões e ofensas fazem parte do mundo destrutivo em que vivemos. Assim, a crítica tolhe-nos o espírito e impede-nos de viver o nosso propósito.

Há necessidade de viver a vida inteira a acreditar em injúrias e ofensas?

Felizmente 🙂 é possível escolher outro caminho… … … 🙂

“É seguro olharmos para dentro”

É seguro afastarmo-nos das vozes dos outros 🙂

É seguro ir descobrindo o que nos faz sentir bem e o que nos faz sentir mal 🙂

É seguro observarmo-nos com atenção. Observar o que queremos e podemos modificar em nós: transformar gordura em saúde, ausência de massa muscular em massa muscular, feridas emocionais em cura… … … 🙂

É seguro aceitar que os erros são indubitavelmente necessários para descobrir como se pode fazer e agir melhor 🙂

É seguro aceitar que cada um de nós tem um ritmo próprio para que a transformação da lagarta em borboleta aconteça 🙂

“Conforme vou aprendendo a amar-me a mim próprio, aprendo, também, a amar mais os outros”

Quando reconhecemos as nossas fragilidades e que há um caminho a percorrer para as transformar em luz, reconhecemos que os outros têm as suas fragilidades e que têm um caminho a percorrer para as transformar em luz 🙂

“Não anseio ser outra pessoa qualquer”

Em sintonia connosco próprios, libertamo-nos da comparação e da competição. Estamos definidos e realizamos o nosso propósito.

Amo-me e aceito-me tal como sou. Apoio-me a mim mesmo, confio em mim, e aceito-me onde quer que me encontre”

Eis a demonstração de confiança na sua plenitude 🙂

Só conseguimos dar aquilo que temos dentro de nós. Só conseguimos transmitir confiança ao outro se tivermos na posse da confiança para connosco mesmos 🙂 é condição sine qua non.

“Elogio-me pelas coisas mais importantes e, também, pelas menos importantes”

Só, assim, elogiamos os outros pelas coisas mais importantes e, também, pelas coisas menos importantes.

“Eu abro o meu coração e deixo que o medo se dissipe”

Na realização do nosso propósito, em sintonia com o nosso verdadeiro eu, temos fé que o Universo/Deus nos ajude a alcançá-lo da melhor forma possível 🙂

As citações pertencem à escritora Louise L. Hay. Obrigada 🙂

Deixe um comentário