Comparação E Competição – Constrói A tua Vida

A maioria das pessoas age de acordo com o padrão social aceite, reféns da mente – intimamente ligadas ao que têm que seguir (ao que lhes é ensinado). Gera-se, assim, a comparação do nosso comportamento ao comportamento padrão, a comparação do nosso comportamento ao comportamento dos outros, a comparação do comportamento dos outros ao nosso comportamento, a comparação do comportamento dos outros ao comportamento padrão.

A comparação ao padrão leva à competição. Quanto mais se agir de acordo com o padrão mais se é “aceite” e “amado” e, em função disso, tenho que ser melhor que os outros.

A competição traz a luta, a rivalidade, o ciúme, a inquietação, o receio, a raiva e a irritação.

A competição e a comparação integram-nos num sistema massacrante e desumano, vivemos sem dignidade e respeito por nós próprios. Vivemos sem entusiasmo e imersos em stress. Viver em stress e sem entusiasmo castra a nossa criatividade.

Quando nos comparamos e competimos com os outros, é comum, procurarmos nos outros, pontos fracos como forma de nos sentirmos superiores. Na realidade, estamos a fazer uma projeção de nós próprios. A insegurança que existe dentro de nós faz-nos concentrar nas nossas fragilidades e na dos outros.

Compararmo-nos a tudo o que está à nossa volta faz-nos sentir inferiores e com dificuldade em acreditarmos em nós próprios.

A competição torna-nos escravos do passado e do futuro. A tensão vibra dentro de nós e o momento presente passa despercebido.

Quando passamos o tempo a tentar encaixar-nos no molde da versão que os outros fazem de nós, somos castrados da nossa alegria, da nossa integridade, da nossa beleza interior.

Tudo isto implementa o desprezo por ti próprio…

Deixe um comentário