6 Motivos Que Provocam Irritação No Ser Humano

É comum pensar-se, erradamente, que as pessoas serenas nunca se irritam. Todos, neste mundo, estamos a aprender até ao último dia das nossas vidas. Seres perfeitos não existem nesta dimensão, chamada Planeta Terra. Existem, sim, seres perfeitos na sua imperfeição – em constante evolução, se assim o desejarem.

A diferença que existem entre pessoas serenas e pessoas que vivem em piloto-automático é que as pessoas que praticam o encontro com a paz interior não se identificam com a irritação, ganham a capacidade de se irritarem menos vezes e com menor durabilidade de tempo e procuram perceber o motivo que está por detrás do aparecimento deste sentimento. Quando percebemos o que nos irrita percebemos o que temos que mudar dentro de nós.

Motivos que provocam irritação:

A fome: quando estamos com fome o nível de açucar baixa. Ao mesmo tempo, os níveis de cortisol e adrenalina sobem. Os neuropeptídeos fazem-se sentir – sensações que provocam a sensação de fome no cérebro. Os neuropeptídeos são os mesmos que provocam irritação, raiva e comportamentos impulsivos.

A falta de determinados nutrientes, como: magnésio, ómega 3, selénio, cálcio, ácido fólico e vitamina b6, também podem provocar irritação.

Privação do sono: em estado de vigilância, o sistema nervoso está continuamente a transmitir ao cérebro as impressões recolhidas. Para que não colapse, o sono funciona como o travão vital. Se as horas de sono não existirem ou forem escassas, a pessoa fica impaciente. A impaciência conduz à precipitação, à confusão

Quando se tem coragem em rebuscar o nosso subconsciente, descobrimos mensagens negativas que nos fizeram agir de forma negativa. Esta descoberta pode conduzir a um estado de irritação do tipo: como é que eu pude ser tão parvo?

Mesmo estando sossegado e gostando do nosso sossego, às vezes, cruzamo-nos com pessoas que, por algum motivo, gostam de provocar os outros. Como a liberdade termina quando se falta ao respeito ao outro, em determinadas situações, é bom demonstrar a nossa irritação pelo comportamento que acabaram de ter connosco, para que termine de imediato e não se volte a repetir. Sejamos honestos, há pessoas que só entendem desta forma.

Por vezes, a irritação que sentimos por determinado comportamento ou comportamentos de uma pessoa surge porque essa pessoa nos está a mostrar aquilo que gostaríamos de mudar em nós. Quando conseguimos mudar esse comportamento em nós próprios, libertamo-nos da irritação que essa pessoa nos fazia sentir.

Quando gostamos que tudo seja feito à nossa imagem e semelhança, como se só as nossas ideias estivessem corretas, irritamo-nos facilmente com os outros. Este tipo de irritação mostra que precisamos de expandir mais e mais a nossa consciência. Há mais horizontes para além do horizonte.

Deixe um comentário