3 Passos Para Agarrares a tua Unicidade

Sentes que tens algo de diferente e único a dar ao mundo?

Vivemos numa sociedade que molda comportamentos em vez de ajudar a libertar a essência única que existe dentro de cada pessoa.

Liberta-te:

  • Das Crenças: todos nascemos num determinado ambiente sócio-cultural e familiar, com opiniões formadas, anteriores ao nosso nascimento. Estas opiniões são-nos “naturalmente” transmitidas por palavras, acções e coações. “Naturalmente”, estas opiniões começam, também, a formar a nossa vida.

No que é que te ensinaram a acreditar?

Liberta-te:

  • Das vozes dos outros: todos repetimos comportamentos, frases, ideias repetidas, ao longo de gerações. Usa o silêncio. Faz meditação.

O que é que repetes, automaticamente, sem parar, para descobrir se isso te faz sentido a ti?

Liberta-te:

  • Do amor condicionado: o amor condicionado é aquilo que resulta da norma, da lei, do que é determinado, da imitação do que é reproduzido.

Onde nasce o amor condicionado?

Religiões, Interesses Políticos, Interesses Económicos, Família, Instituições, Empresas, Escolas…

O amor condicionado faz-nos acreditar que só somos amados se fizermos certinho e direitinho aquilo que os outros nos dizem para fazer.

O amor condicionado não nos permite encontrar a nossa unicidade. O amor condicionado é castrador e desvaloriza a pessoa.

O que deixaste de fazer porque alguém ou alguéns não aprovaram?

O que é que ainda não fizeste porque alguém ou alguéns não aprovam?